Campanha de vacinação contra febre aftosa encerra-se dia 31, mesmo com feriados antecipados

Encerra-se no próximo dia 31 de maio a campanha de vacinação contra a febre aftosa, aplicada em bubalinos e bovinos. A Federação da Agricultura e Pecuária de São Paulo (FAESP) informa que a data está mantida, mesmo diante de possível antecipação de feriados.

"A sanidade animal é considerada uma atividade essencial e, portanto, a vacinação não pode parar. Nosso Estado é considerado zona livre de febre aftosa com vacinação e devemos no manter livres dessa enfermidade", disse Fabio de Salles Meirelles, presidente da FAESP.

"Essa classificação (zona livre) é condição importante para exportação e também para a atividade agrícola de municípios, estado e país”, complementou Eduardo Bento Sampaio, diretor de Agricultura da Prefeitura de Ibitinga. "Nesta primeira fase, a vacinação deve ser aplicada e bovinos e bubalinos de todas as idades.

Entrega da declaração foi prorrogada

Apesar da data da campanha ter sido mantida, o Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo prorrogou a data da entrega da declaração relativa a essa campanha. O prazo se estendeu até 1 de julho.

Sobre a doença 

A febre aftosa é uma doença infecciosa aguda que causa febre, seguida do aparecimento de vesículas (aftas), principalmente na boca e nos pés de animais de casco fendido. A doença é causada por um vírus que se manifesta de sete tipos diferentes e que pode se espalhar rapidamente. A vacinação dos animais é obrigatória no Brasil.

Fonte: Prefeitura de Ibitinga

WhatsApp Image 2020-05-22 at 09.13.37