COVID19: Ibitinga inicia testagem domiciliar coordenada pela USP/Ribeirão Preto

A Prefeitura de Ibitinga iniciou, nesta terça-feira (18), a testagem domiciliar para avaliar a prevalência do novo coronavírus, através de pesquisa e amostragem. As equipes do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 farão cerca de mil exames em lares escolhidos aleatoriamente por meio de sorteio.

O trabalho é desenvolvido através do SAMS, coordenado em parceria com o Departamento de Medicina Social, pertencente à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (USP). Os testes por amostra possibilitarão o levantamento de dados estatísticos.

“Nós sorteamos os lares considerando a densidade demográfica, de modo a atingir diversas regiões da cidade de Ibitinga. Com os dados em mãos, poderemos rastrear a doença e planejar estratégias mais palpáveis de combate ao novo coronavírus”, explicou o Dr. Amaury Lelis Dal Fabbro, médico infectologista e professor titular do Departamento de Medicina Social da USP/Ribeirão, que coordena a ação em Ibitinga.

Na manhã desta terça-feira (18), o especialista promoveu um treinamento a enfermeiros e outros agentes da saúde. Em seguida, acompanhou as equipes no trabalho de campo. A testagem domiciliar será concluída em até quatro dias.

“Durante a semana, estaremos com seis equipes de saúde visitando os lares sorteados para essa testagem por amostra. Todos os membros de cada família serão examinados, cadastrados e orientados”, esclareceu a enfermeira diretora do SAMS, Queila Pavani.

O Departamento de Medicina Social da USP/Ribeirão coordenará o processo do começo ao fim para levantar os dados estatísticos e montar, junto ao SAMS, estratégias de contenção da doença. As equipes de saúde estarão devidamente identificadas e protegidas, conforme protocolos sanitários.

 

Texto: Prefeitura de Ibitinga