Em três meses, Prefeitura recolhe quase 5 mil toneladas de entulhos e inservíveis

O mutirão da limpeza da Prefeitura de Ibitinga removeu 5 mil toneladas de entulhos e outros materiais inservíveis, nos últimos três meses. A limpeza representa o carregamento de 649 caminhões de lixo e a eliminação de milhões de criadouros do mosquito da dengue e de outras pragas.

Os números dobram, se for considerado outros períodos de mutirão, realizados em janeiro, fevereiro e dezembro de 2019, quando quase 6 mil toneladas de lixo foram removidas das ruas, de terrenos e das casas das pessoas.

“É um serviço público essencial que se reflete em saúde pública. A sujeira é responsável por trazer diversos problemas, entre eles o da proliferação de insetos, como o Aedes aegypti, junto a escorpiões e outros bichos e pragas”, reforçou Antonio Guedes, Secretário de Serviços Públicos.

Os trabalhos de limpeza, manutenção e zeladoria do município foram mantidos mesmo diante da quarentena instaurada devido ao coronavírus (Covid-19). Nos últimos dias, os servidores também realizaram podas de árvores, roçagem, recolhimento de galhos e limpeza de maneira geral.

Ação esporádica

De acordo com a Prefeitura, o mutirão é uma ação feita de maneira EXCEPCIONAL e ESPORÁDICA. Por Lei, a formação de entulhos particulares é de responsabilidade do proprietário. Se descarte deve ser feito de maneira apropriada, geralmente pela contratação de caçambas. Fora do período do mutirão, o descarte de materiais inservíveis nas ruas ou terrenos se configura crime ambiental.

 

Fonte: Prefeitura de Ibitinga