Em um único dia, Ibitinga vacina 2.500 pessoas contra a gripe

A cidade de Ibitinga já vacinou 2.500 pessoas contra a gripe. O número foi atingido logo no primeiro dia de campanha de vacinação e representa 33% do total de dois grupos prioritários, que nesta primeira etapa, contempla idosos e profissionais da saúde.

“Normalmente, esta porcentagem é atingida depois de três ou quatro dias. Percebemos que muitos idosos que nunca haviam se vacinado procuraram pela imunização este ano e isso é muito bom, pois mostra que a conscientização deste grupo está se formando cada vez mais em relação à importância de se vacinar contra a gripe”, disse a enfermeira Queila Pavani, diretora do SAMS.

A porcentagem de pessoas já vacinadas cria o que especialistas chamam de "efeito de imunidade de grupo", que estende a proteção a pessoas que ainda não foram vacinadas. “Isso significa que estas 2.500 pessoas vacinadas isolam o vírus de maneira a não propagarem a gripe para outras milhares de pessoas”, explicou a enfermeira.

Ibitinga aguarda novo lote de vacinas para continuar vacinação

Com a alta procura logo no primeiro dia, o estoque de vacinas enviado pela Diretoria Regional de Saúde (DRS-3) se esgotou e uma nova remessa está para chegar à cidade de Ibitinga.

“O mesmo aconteceu em outras cidades da nossa região, como Matão, Borborema, Dobrada e Rincão. Agora, devemos aguardar a nova remessa, que deve chegar entre amanhã e quarta-feira”, informou Queila.

Entenda

As vacinas são fabricadas por meio do Ministério da Saúde, que por sua vez distribui as doses aos Estados. Estes encaminham os lotes para as regionais de saúde, que são responsáveis por distribuir aos municípios de maneira proporcional.

“A logística de distribuição é feita por etapas para não haver desabastecimentos de uma cidade para outra e, conforme a necessidade, novos lotes vão chegando para dar prosseguimento na campanha”, explicou Queila Pavani.

Cuidados tomados em Ibitinga

Este ano, Ibitinga adotou medidas para evitar a aglomeração de pessoas nos pontos de vacinação, com foco nas recomendações de prevenção e enfrentamento ao coronavírus.

“Uma destas medidas é a de aumentar o número dos pontos de vacinação e descentralizar a campanha para prédios maiores e mais ventilados. Para isso, estamos usando os prédios de escolas de alguns bairros, já que as mesmas estão fechadas atualmente por conta da pandemia do coronavírus”, explicou a enfermeira Jaqueline Landim.

A estratégia ainda prevê o controle de entrada de pacientes e o distanciamento de pessoa para pessoa nos locais de vacinação. Os idosos acamados serão atendidos na própria casa (saiba mais aqui).

“Também utilizaremos com rigor as normativas de higiene e limpeza, bem como os insumos de proteção individual durante a campanha”, frisou Jaqueline.

Coronavírus

A vacina contra a gripe NÃO PROTEGE a pessoa contra o coronavírus. Entretanto, a dose imuniza contra a gripe dos tipos influenza e H1N1 – tão letais quanto o coronavírus.

“Para se prevenir contra o coronavírus é preciso manter hábitos saudáveis e de higiene, pois ainda não vacina para esta doença. Lavar as mãos com água e sabão, ficar longe de aglomerações de pessoas e fazer uso do álcool em gel são algumas medidas importantes de prevenção”, ensinou a médica infectologista, Dra. Luciana Sgarbi.

Atualmente, a recomendação é de que ninguém – principalmente idosos – saia de casa para fazer qualquer coisa que não seja essencial. A medida visa eliminar a disseminação do coronavírus, que é altamente contagioso e pode matar. (Saiba mais aqui)

 

Fonte:. Prefeitura de Ibitinga